Um pouco de tudo que há de melhor por aí...e, por aí vai.

Páginas

Pesquisar este blog

Postagens

Escreva alguma coisa

domingo, 13 de novembro de 2011

Promoção Decora Clube – 10 sorteios !!

Promoção Decora Clube – 10 sorteios !!

Está rolando no Blog da Decora Clube, uma mega promoção e o Simples Decoração está participando!!!

Mega Promoção Decora Clube

Como assim???

Assim: A Decora Clube quer saber qual é o seu Blog de Decoração preferido (é claro que o Simples Decoração está na lista !).

Então, vá lá no Blog da Decora Clube, responda que o seu Blog preferido é o Simples Decoração (rs!) e vc já estará participando dos 10 sorteios de produtos super legais, que totalizam mais que R$ 1000,00! Não é show??

E se o Simples Decoração ganhar euzinha aqui ainda ganho um super presentão!

Então? Nós (vc e o Simples Decoração) merecemos presente, não é ? Estou contando com a sua participação e seu voto, viu ???

Mega Promoção Decora Clube

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Uriah Heep - Rain (1972)

Rain / Chuva

It's raining outside / Está chovendo lá fora

But that's not unusual / Mas isso não é incomum

But the way that I'm feeling / Mas o modo como estou me sentindo

Is becoming usual / Está se tornando constante e comum

I guess you could say / Eu imagino que você possa dizer

The clouds are moving away / Que as nuvens irão embora...

Away from your days / Embora dos seus dias

And into mine / E movendo-se para os meus

Now it's raining inside / Agora chove dentro de mim...

It's kind of a shame / É um tipo de vergonha...

And it's getting to me / Que está tomando conta de mim...

A happy man / Que costumava ser um homem feliz...

Why should you want to / Por que você iria desperdiçar

Waste all my time / Todo o seu tempo com o meu pesar...

The world is all yours / Você tem o mundo inteiro...

But I am mine / E eu... so tenho à mim...

Rain, rain, rain in my tears / Chuva, chuva, chuva, em minhas lágrimas

Measuring carefully my years / Como gotas contando cuidadosamente o tempo que me resta...

Shame, shame, shame / Vergonha, vergonha, vergonha...

In my mind... / em minha mente...

See what you've done to my life / Veja o que você fez com a minha vida...

Look well what you've done to my life / Olhe bem... o que você fez com a minha vida...

Look... what you've done of my life... / Olhe... o que você fez da minha vida...


"Dedicado à alguém, que partiu sem deixar respostas, aos por quês... um vazio de motivos... um abismo de incertezas, uma culpa, sem razão, mas que se instala por força do não entendimento dos fatos... Alguns dizem: vão-se os anéis, ficam os dedos... mas nos dedos por muito tempo, as marcas indeléveis da presença dos aneis permanecem e, instintivamente, as tocamos, como se ali ainda estivessem... como símbolos de algo compartilhado."

Gilberto Galdino Alves - "Crônicas de uma coreografia dançada em solo..."

http://bestofallmastergil.blogspot.com 06/09/2011 04:47 de uma madrugada chuvosa de 3a. feira.





segunda-feira, 15 de agosto de 2011

CONFISSÃO
(Andre Faria)

Quando eu era criança, meu pai me abominava, não enquanto filho ou pessoa...mas meu jeito "delicado" de ser, e eu, involuntariamente, quase que espontânea e automaticamente o afrontava sendo mais "delicado" ainda, sem saber que aquilo me afastava cada vez mais dele. Mas eu não o fazia por que não o amava, fazia por que ele não entendia o que eu era. Como pode um senhor criado na roça, que estudou até a quarta série, que viveu num mundo extremamente machista entender que seu penúltimo filho é gay?
Não tive um pai super herói... Quantas discussões na calada da noite ouvi meu pai ter com minha mãe por minha causa...quantas vezes pedia benção para minha mãe em alto e bom tom e não pedia para ele, sabendo que aquilo o magoava... Quantas vezes meu pai olhava meus desenhos e dizia que aquilo era coisa de "marica"... Quantas vezes ouvi do meu pai "toma jeito de homem menino!"... Quantas vezes chorei a noite por que ele não deixava ver programas especiais onde a dança e arte estivessem envolvidas, pois no conceito dele aquilo não era coisa de macho...E quantas vezes quis mostrar para ele que eu era normal como qualquer outra criança/adolescente, que eu era especial, que tinha um dom lindo de expressar em traços e cores tudo que eu via de lindo no mundo...enfim...a vida se incumbiu de afastar-nos cada vez mais e mais...até que em julho de 2007 meu paizinho morreu de câncer...não fui ao hospital vê-lo nem um dia e não fui ao seu velório...na hora em que soube do ocorrido, era como se o relógio voltasse os ponteiros e junto com eles viesse a tona tudo que vivi...meu pai era um estranho pra mim, era um ser que eu não tinha afeto, não tinha amor...não tive respeito...não tive atenção...Minha mãe sempre supriu tudo isso...
Hoje eu sei o que é amor, eu sei o que é respeito, sei o que é atenção...
Sempre tive inveja dos meus amigos que tinham seus pais preocupados, seus pais presentes nos eventos da escola, que tinham seus pais os levando na praça para tomar sorvete e passear...
Gostaria muito de tirar esse peso que carrego em meu coração, luto sempre contra isso, mesmo sabendo que acabou, que ele não esta mais vivo para eu poder pedir perdão pela minha falta de sensibilidade e compreensão...pela vergonha que tinha dele por ele ser caipira, por ele ser simples, por ele se contentar com o arroz e o feijão...muito embora, sempre se esquecendo de um afago...
Enfim...já que eu não tive nada disso, eu felicito quem tem...e desejo nesse mês de Agosto (o mês dos pais) que os filhos busquem em seus corações um pouco mais de compreensão, respeito e amor...a gente pode escolher nossos amigos, lugares que iremos e o que faremos...mas não podemos escolher os pais que temos...e se de alguma forma buscamos o respeito e aceitação dos demais que nos cercam, cabe a nós também prover isso dentro de nossos lares...para que um dia (como no meu caso) não seja tarde demais.

Aos pais que são os heróis de seus filhos e aos filhos que compreendem e respeitam seus pais..todo meu carinho e admiração!
Andre Faria 15/08/2011




Não estamos sós...

Astronautas Sabem que Nunca Estiveram Sós no Espaço


‘Se tivesse liberdade para contar o que tenho visto, o mundo ficaria estupefato’ (Gregory Grechko)
Crédito: NASA archives.

Veteranos da NASA e da Agência Espacial Russa afirmam terem visto UFOs ou a certeza da existência de ETs.
Seus olhos contemplaram coisas muito além do que possa imaginar a maioria dos mortais. Alguns colocaram os pés na Lua ou realizaram caminhadas espaciais, outros deles dizem que também viram extraterrestres ou que têm a certeza de que existem. Uma série de astronautas russos e norte-americanos com missões no espaço exterior vêm mantendo, há anos, não só afirmações da presença de alienígenas, como inclusive garantem que contatos já tiveram sucesso.
O pioneiro deles foi o coronel Gordon Cooper, que na década de 60 bateu o recorde estabelecido naquele momento ao permanecer 34 horas seguidas em órbita. Até sua morte, ocorrida em 2004, sustentou ter tido vários encontros com UFOs. O primeiro teria sido na Alemanha em 1951, quando voou junto a um esquadrão deles. “Eram infinitamente mais rápidos que nossos caças e voavam bem mais alto. Deslocavam-se a uma velocidade supersônica”, declarou.
Outro, ocorrido no deserto de Mojave, Califórnia, consistiu na aterrissagem de uma pequena nave a poucos metros dele. Em 1978, reafirmou diante de um grupo de assessores da ONU, presidida pelo então secretário geral Kurt Waldheim: “Creio que… veículos extraterrestres e suas tripulações estão nos visitando a partir de outros planetas, e que estão tecnicamente um pouco mais avançados que nós. Considero que precisamos de um programa de alto nível para recolher e analisar a informação referente a qualquer tipo de contato, e para determinar a melhor maneira de nos relacionarmos amistosamente com estes visitantes”, declarou Cooper na época.
“Em nenhum momento os astronautas estiveram sozinhos no espaço, sempre tiveram uma constante vigilância pelos UFOs”, precisou Scott Carpenter, um dos colegas de Cooper no programa Mercury.
O contato ocorreu há décadas
No início de julho, a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) tornava público que tinha denunciado um de seus antigos astronautas porque este pretendia vender uma câmera usada na missão Apolo 14 [Veja NASA está processando ex-astronauta]. Seu nome é Edgar Mitchell, foi o sexto homem a calcar a Lua, o que mais tempo caminhou sobre ela e, curiosamente, durante anos garante que o acidente de um UFO em Roswell – onde cresceu – foi real e o contato com extraterrestres já se produziu há décadas. “Sou o suficientemente privilegiado para saber e possuir verdadeira ciência de que temos sido visitados”, afirma.
Na Rússia, alguns de seus cosmonautas também dizem ter visto sinais extraterrestres. O bielo-russo Vladimir Kovalenok contou não compreender “o restante de parceiros astronautas quando asseguram que jamais viram algo extraordinário no espaço”. Gregory Grechko, integrante de várias missões Soyuz, confessou: “Se tivesse liberdade para contar o que vi, o mundo ficaria estupefato”.
Seja como for, o certo é que a imensa maioria dos astronautas asseguram nunca terem visto nada estranho aí fora. “A NASA não está envolvida em nenhum tipo de acobertamento da vida alienígena neste planeta ou em qualquer outro”, insiste a agência espacial.
Exopolitics Brazil: Parece piada esta última afirmação da NASA, mas só o tempo poderá desmascarar (e já está desmascarando) a dita “ciência espacial” em que a NASA está envolvida. Já observaram a enxurrada de notícias recém divulgadas em série, que até então estavam ocultas da humanidade, e só agora estão vindo à tona? Notícias como água em Marte, água na Lua, enorme quantidade de água no espaço, organismos que não precisam de água nem oxigênio para viver, enorme quantidade de exoplanetas com possibilidade de vida, etc.. Não há muito tempo, eles têm que acelerar o passo pra não ficar tão feio. A NASA não é a única a acobertar a verdade sobre a vida extra-terrestre, ela apenas segue ordens da elite dominante. Mas a verdade não pode ser ocultada por muito tempo, ela sempre vem à tona. Quem viver, verá.
Fonte: Exopolitics Brasil

domingo, 14 de agosto de 2011

Partido Nacional-Socialista Brasileiro 88

Inadmissível que isso ainda ocorra livremente em nosso país, um culto escancarado anti-sionista, uma página que incita ao racismo, à discriminação e de tão bem montada pode ser um estandarte poderoso para divulgação de idéias que reforcem o renascimento de um reinado absoluto do terror.

Partido Nacional-Socialista Brasileiro 88





INÍCIO

DOUTRINA

ATIVISMO

CONTATO

O PARTIDO

VÍDEOS

LINKS

ARQUIVOS











REVISIONISMO HISTÓRICO

A Verdade Proibida

O Que é Revisionismo?

QUESTÃO JUDAICA

Plano de Paz Internacional

Guerra e Objetivos de Guerra

Aquele que mente não é páreo para tal força

Comunismo: uma arma para a conquista judaica

O Século Judeu

Relatório do Embaixador Polonês nos EE.UU.

Maçonaria: um perigoso instrumento de judaização

Americanismo ou judaísmo?

A chantagem inaceitável

O Livro Branco sobre a Conspiração Mundial - Sérgio Oliveira (Leitura Recomendada)

Soviéticos arrasaram Igrejas, mas pouparam as Sinagogas

QUESTÃO RACIAL

A farsa do vitimismo afro-descendente

It’s a Wonderful Race!

A Cosmovisão de um Nacional-Socialista

O Nacional-Socialismo: por George Lincoln Rockwell

O Tema Racial: Tema Tabu

O caráter revolucionário do Nacional Socialismo

O Orgulho Racial em favor da saúde pública

Odiadores da Diversidade?

O Significado do Termo "Ariano"

Tropas Multirraciais no Exército Alemão

Eugenia e Nacional-Socialismo

O Mito da Igualdade





INTRODUÇÃO

O que é que você sabe acerca do Nacional-Socialismo?

Compreendendo o Nacional-Socialismo

Linhas Gerais

Serei eu um Nacional-Socialista?

E-book "Nossas Idéias" (leitura recomendada)

DIVERSOS

O Símbolo que vem da Alma:A Essência e o Significado da Suástica

O Acordo de Cotswold - W.U.N.S 1962

Dicionário de Conceitos

O Enigma de Hitler

Socialismo - por Ramón Bau

Luta Contra as Altas Finanças

Rompendo com a Escravidão dos Juros

121 anos do milênio de Hitler

122 anos do milênio de Hitler

Diálogos na imensidão hitlerista

Nacional-Socialismo ou White Power?

Nacional-Socialismo, legalidade e liberdade de expressão

Salve o Ano Zero!

O Último Filho da Luz

As Origens do Politicamente Correto

O Trem Vazio

Em defesa dos arianos: entrevista com defensor do Nacional-Socialismo

Fundamentos Econômicos do Nacional-Socialismo

Sobre a juventude e seus ideais - por Ramón Bau

O Princípio da Autoridade

O esquecimento de Schmitt e Heidegger

A fé de Adolf Hitler

Guerra na Europa: Parte I - A quem interessa?

HISTÓRIA DO III REICH

Alemanha Desperta - Desenvolvimento, luta e vitória do NSDAP (ÍNDICE)

As Origens da Segunda Guerra Mundial

As generosas propostas de Paz de Hitler à Polônia

O Governo "nazista": uma perspectiva inglesa

Adolf, o Economista

Rudolf Hess - Mártir da Paz

Programa do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães

Testamento Político de Adolf Hitler

Formação de um Oficial "nazista"

A Guerra "nazista" contra o câncer

Alemanha atual x Alemanha 1930

Realidade Cultural sob o Regime "nazista"

Hitler sobre o Comunismo

Goebbels sobre o Capitalismo

Marchas Militares do III Reich

O último discurso de Joseph Goebbels

Conseqüências do Tratado Anticomunista Teuto-Japonês

A verdade sobre a Espanha

Imagens do Führer











Inadmissível que isso ainda ocorra livremente em nosso país, um culto escancarado anti-sionista, uma página que incita ao racismo, à discriminação e de tão bem montada pode ser um estandarte poderoso para divulgação de idéias que reforcem o renascimento de um reinado absoluto do terror.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

AGUINALDO SILVA

Concordo, com o mestre, e não adianta, quererem justificar, a prisão da Norma, como se isso fosse trazer a tona uma discussão sobre Ética (ou se o fim justifica os meios) no caso de Norma é carencia de sexo elevada ao CUBO, assim, como não se justifica a homofobia com carência de criação ou origem, nada justifica que garotos de classe média alta, com informação, conforto e educação se deixarem levar por uma fobia inconsistente e injustificavel, por mais que se queiram colocar o desvio moral sob à égide de uma criação atribulada, o personagem é um psicopata, mentiroso, dissimulado e manipulador, um enrustido que extravasa seus desejos violentando qualquer noção de bom senso, inclusive do público. O autor (ou autores) de Insensato Coração, perderam a mão do roteiro já há dezenas de capítulos atrás, e os personagens acabaram todos, sem excessão, tornando-se meras caricaturas, estereótipos da tipologia nominável de nossa (bem mais) complexa malha social; lamentável, que ainda insistam em prolongar este espetáculo grotesco.

autor diz que é perversão o fato de que os autores deixam seus vilões fazer maldades sem motivo

O escritor Aguinaldo Silva (67) fez algumas considerações sobre a teledramaturgia brasileira no início da tarde desta segunda-feira, 8, e criticou os vilões de algumas novelas que, segundo ele, lutam sem uma causa.

“Eu disse que os vilões das novelas atuais beiram a perversão, e isso causou certo reboliço. Alguém disse que os vilões são assim mesmo e citou alguns dos meus pra fortalecer seu argumento: Odete Roitman, Nazaré Tedesco. Vou dizer a vocês o que torna o vilão um pervertido: é quando ele pratica todo tipo de maldades sem ter uma causa que as justifique. Pois, assim como os heróis da novela, os bons vilões têm uma causa que precisam levar a bom termo”, explicou Aguinaldo no Twitter.

“Odete Roitman queria preservar os valores em que acreditava, e pra isso precisava encaminhar na vida o filho, que não passava de um fraco. Nazaré queria provar ao mundo que mãe não é quem pariu, mas quem criou e tratou a cria com todo o amor do mundo”, disse, referindo-se às vilãs de Vale Tudo e Senhora do Destino, ambas de sua autoria.

“Assim, tanto Nazaré como Odete tinham motivos que faziam o telespectador pensar: "ah, agora entendi porque elas são desse jeito". Mas desde que Flora saiu por aí a praticar todo tipo de maldades sem ter nenhum motivo credível pra isso os vilões das novelas mudaram”, falou, criticando a personagem de Patrícia Pilar, em A Favorita.

Em seguida, Aguinaldo comentou sobre as maldades de Léo, interpretado por Gabriel Braga Nunes em Insensato Coração, folhetim que ocupa o horário nobre da Globo. “O vilão de Insensato Coração no começo tinha até um motivo: provar ao pai que não era tão ruim quanto ele achava. Um dia minha empregada disse: se ele quer provar ao pai que não é ruim, então por que faz tantas maldades? Ou seja, sua causa era duvidosa. É isso que eu chamo de perversão nas novelas atuais, o fato de que os autores deixam seus vilões fazer maldades gratuitamente, sem motivo”, justifica.

“É por que o público gosta disso? Acho essa tese discutível. O público gosta do gênero e o vê mesmo que seja pra dizer: que novela horrível!”, concluiu. A próxima novela do escritor, Fina Estampa, estreia no dia 22 de agosto.


domingo, 7 de agosto de 2011

NÃO PODEMOS DAR AS COSTAS...

por Gilberto Alves, domingo, 7 de agosto de 2011 às 19:24

AO DARMOS AS COSTAS (ON THE TURNNING AWAY)

Texto desenvolvido à partir da tradução da magnífica canção do Pink Floyd.

‎- Ao darmos as costas, ao pálido lamento dos oprimidos, e fingir que não ouvimos o clamor de seus pedidos de socorro, os seus gritos de agonia, fingindo que não entendemos suas angustiadas e mendigantes palavras e nos repetindo intimamente:

"Nada tenho a ver com isso, esse sofrimento... não é problema meu... reflitamos:

"AO DAR AS COSTAS AO OPRIMIDO, ESTAMOS NOS UNINDO AOS OPRESSORES"

Sem que você perceba... à sua volta, as trevas estão encobrindo a luz, e espalhando seu obscuro véu, sobre tudo que conhecemos...e sabemos... seguiremos nosso caminho...ignorando que o mundo se massificou...que nossos corações estão endurecidos como pedra, e por homens de corações, também de pedra, a imensa massa humana é conduzida.

Precisamos descobrir, perceber, que estamos cada vez mais isolados e sozinhos...presos em nosso orgulho e cegos por nossos desejos.

Nas renitentes asas da noite...antes do despertar do dia... nos unimos, cegos, surdos e mudos...num acorde silencioso, repetindo palavras de ordem, das quais não temos consciência ou compreensão alguma. Seguiremos nossa jornada, hipnotizados, fascinados por uma chama que nos conduzirá... ao abismo.

Precisamos despertar, sentir, ouvir os ventos da mudança...desviar nossos olhos e mentes da atraente chama do desejo, e voltarmos nossos olhos para as asas da noite que já se perdem na imensidão...

E então... voltemos sobre nossos trêmulos passos, e não dêmos mais as costas...aos fracos e aos exaustos...não dêmos mais as costas, não permitamos que essa frieza que nos assalta por dentro se instale de vez...

Resistamos... lutemos por um mundo em que todos possam compartilhar...

Não é suficiente lamentar, não podemos apenas ficar de pé, vendo, observando... assistindo, impassíveis, como se o que está diante de nós fosse apenas um pesadelo do qual não fazemos parte...

Devemos entender que todos somos partes de tudo, e o sonho de um mundo melhor exige, que não viremos nossas costas a ele.

Please, don't turnning away.

Gilberto Alves - Crônicas de uma coreografia dançada em solo 06/08/2011 - http://bestofallmastergil.blogspot.com




sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O GRANDE CIRCO DOS HORRORES

por Gilberto Alves, sexta, 5 de agosto de 2011 às 23:25

Publicado por Henri Paul, em seu mural do Facebook: com o título:

Dividindo a opinião:

"A sociedade não está preparada para ver um beijo gay, mas está preparada para ver um gay morrer a pontapés em horário nobre. Parabéns, Globo!"

E com a permissão de Henri Paul, complementando seu pensamento:

Eu redigi eu desenvolvi este post para o meu mural no Facebook, e este blog:

"Enquanto eles brincam de falar sério... a violência se banaliza, seja por qualquer motivo... e tudo fica inserido, como uma cicatriz, uma marca, com a qual nos acostumamos em nossa dramática literatura cotidiana, e assim nos tornamos todos clowns com um estático e permanente, sorriso maquilado, fazendo reverências à uma platéia de surdos, mudos e cegos, nesse Circo de Horrores, em que a sociedade está se transformando"

Senhoras e Senhores... Bem vindo ao Circo Humanidade, o Circo dos Horrores...

Abrem-se as cortinas, e aqui estamos prontos para dilacerar nossas almas diante de um horda sedenta de sangue e sorrisos de escárnio,

Se pudessemos descongelar nossos sorrisos, e nossa angustia mostrar... nos surpreenderiamos...pois,

a platéia antes deliciada, quer agora, nos devorar...

Enquanto o mestre de cerimônia anuncia a próxima função.

Seguimos conformados acompanhando o formidável enterro de nossas melhores qualidades.

(Gilberto Alves - Crônicas de uma coreografia dançada em solo, 05/08/2011.

Se você é contra essa atitude homofóbica, cole isto em seu mural

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

CRISE SEXUAL ATINGE AS MULTI-NACIONAIS

NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA, CRISE SEXUAL ATINGE AS MULTI-NACIONAIS

por Gilberto Alves, quarta, 3 de agosto de 2011 às 17:12
Suas alterações foram salvas.

FALÊNCIA DA JOHNSON & JOHNSON (CRISE MUNDIAL)

Fiquem atentos... Outra grande empresa indo pro "brejo"!

A Johnson & Johnson, pode vir a pedir falência!

A multinacional Johnson & Johnson, abriu concordata quarta-Feira passada, alegando problemas com seus produtos no mercado.

A empresa está a beira da falência, os problemas alegados foram :


1 - O produto OB está no buraco;


1 - O produto OB está no buraco;


2 - As Fraldas estão na merda;


3 - O Sempre Livre não sai do vermelho;


4 - Há ainda problemas judiciais... colocaram o Jontex "no pau";


5 - E para piorar... os clientes do Viagra estão sempre duros!

E agora todo mundo sabe a fórmula do Viagra

terça-feira, 2 de agosto de 2011

CADA COISA QUE SE VÊ... NUSSA.

Acontece cada uma...só rindo...


Mulher morre engasgada com sêmen do amante no motel

Na capital do Rio Grande do Norte, Natal, uma tragédia sexual provocou a morte de uma mulher. Ela teria se engasgado com o esperma do amante, na reta final da relação durante a prática de sexo oral. O caso aconteceu na tarde do último domingo (27). A Polícia Civil e o ITEP interditaram o local.

O amante da mulher, que tinha 28 anos e seis de casada, disse que, ao perceber que ela teria se engasgado ligou para os funcionários do motel, e em seguida para o marido dela. “Eu estava tão desesperado que peguei o celular dela e liguei para o marido dela. Contei tudo. Gritei no telefone: - corre, vem pra cá que sua mulher está morrendo engasgada com o meu sêmen”, disse o amante para a nossa reportagem.

O marido, e agora viúvo, não acreditou na ligação do amante da sua esposa. Pensou que se tratava de trote e desligou o telefone. Em seguida, uma nova ligação, desta vez dos funcionários do Motel, confirmando a tragédia, fez o esposo acreditar.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. O Delegado responsável pelas investigações disse que só vai falar com o G17 após concluir o inquérito.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

QUEM SABE UM DIA EU MUDE... QUEM SABE UM DIA EU SEJA DO JEITO QUE QUEREM...

por Gilberto Alves, segunda, 1 de agosto de 2011 às 14:21
Suas alterações foram salvas.

Talvez um dia eu consiga ser do jeito que as pessoas querem,

por enquanto, eu sou como sou...

só um cara que acredita no outro ser humano,

e procura preservar a leveza da criança em minha alma,

talvez um dia, atendendo à pedidos,

eu me torne uma pessoa diferente, mais dura...

mas tenho medo, medo de não ter tempo de conhecer esse meu outro eu artificial,

e medo de que talvez quem pediu não goste do resultado.

Gilberto Alves 01/08/2011 Desabafando apenas

(Crônicas de uma coreografia dançada em solo... num palco vazio, para platéia nenhuma... )

Me perdoem os incomodados mas sou como a semente que insiste em brotar em uma terra estéril...

sábado, 30 de julho de 2011

[Revoltante] Garotos ateiam fogo em cãozinho (Update)

Houve um tempo em que o homem era apenas um subordinado da natureza, apenas mais uma espécie no mundo. Com algumas diferenças – um movimento-pinça ali, uma postura ereta aquialgo deu errado: o homem evoluiu. Passou a ter poder sobre coisas que anteriormente temia, passou a utilizar coisas que anteriormente não lhe pertencia. Como num piscar de olhos, o homem estava no topo da hierarquia animal. Aí começou a merda… As maiores desgraças mundanas, apartir disso, passou a vir de um autor comum: o homem.

Hoje, digo com todas as palavras para QUALQUER PAPA QUE SEJA: O HOMEM É O MAIOR FILHO DA PUTA DESSE MUNDO MALDITO!
Sabe o que é ficar sem palavras ao ver um vídeo? Sentir vergonha de ser da mesma espécie desses desgraçados?! PORRA!

Uns merdas de garotos dos infernos, atearam fogo, num pobre cãozinho! Não consigo imaginar a pior tortura que seja para uns desgraçados desses (e dos putos que geraram tais aberrações) . Veja o vídeo, e fique sem palavras, como estou agora!

Atenção: ALTAMENTE CHOCANTE – Se você não suporta ver seus “irmãos” maltratarem pobres animais, fique longe desse vídeo!


video

Mesmo que o criminoso seja o outro, a indiferença nos torna coniventes, e coniventes somos cúmplices do mesmo crime...

Garotos ateam fogo em pobre Cãozinho

Garotos ateam fogo em pobre Cãozinho

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Best of All: Adeus às ilusões.por Gilberto Alves, quarta, 27 de...

Best of All: Adeus às ilusões.por Gilberto Alves, quarta, 27 de...: "Adeus às ilusões. por Gilberto Alves , quarta, 27 de julho de 2011 às 06:31 Sinto muito que as pessoas usem sua formação e seu status na soc..."

Adeus às ilusões.

por Gilberto Alves, quarta, 27 de julho de 2011 às 06:31

Sinto muito que as pessoas usem sua formação e seu status na sociedade para tentar se impor como detentores de uma verdade...

mas daí pergunto: qual verdade? a verdade parte de qual premissa... o conhecimento?... o poder aquisitivo?... a formação acadêmica?... a vivência?, ou a ausência dos vícios decorrentes dela?

... quem está certo?... quem pode afirmar, que este ou aquele está errado?... quem pode afirmar que o conhecimento dos que já atingiram a maturidade, não serve para alertar a juventude?

... mas, por outro lado, quem disse que a inocência do jovem não pode resgatar a pureza e a simplicidade nos espíritos envelhecidos?

... quem pode me esclarecer acerca disso tudo?

... você?

...com que certeza de que o caminho que você percorreu foi o adequado, o acertado?

...quem pode julgar suas decisoes... à não ser o peso que as próprias acarretem sobre sua vida... Eu?

eu é que não fui feito para julgar... meu papel, nesse mundo, no máximo é de um observador... por que meu tempo de intervenção já passou,... agora eu apenas observo, e acompanho.... e torço... para que cada um, receba o correspondente à proporção de sua coragem em se arriscar... mesmo que não seja por sí próprio... mas por defender o que é justo e precioso à todos.

Basta de presunçao e hipocrisia.

Gilberto Alves - 17/07/2011 - Cronicas de uma coreografia dançada em solo.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

AMMY WINEHOUSE < JANIS JOPLIN

AMMY WINEHOUSE < JANIS JOPLIN

por Gilberto Alves, sábado, 23 de julho de 2011 às 19:39

Uma frase de Janis Joplin que serve perfeitamente para sintetizar a vida de Ammy Winehouse:

"Posso não durar tanto quanto as outras cantoras, mas sei que posso destruir-me agora se me preocupar demais com o amanhã".

Texto de Clive Davis , no Album duplo póstumo "Joplin In Concert" 1971

TEXTO SOBRE JANIS JOPLIN QUE SERVIRIA MUITO BEM PARA DESCREVER AMMY WINEHOUSE.

por Gilberto Alves, sábado, 23 de julho de 2011 às 21:29

Janis Joplin literalmente nasceu para o mundo, aparecendo pela primeira vez no Monterey Pop Festival, no verão de 1967.

Ela era, então, apenas uma desconhecida, à quem estava sendo dada a oportunidade de se apresentar no mesmo palco com os grandes ídolos do mundo do Pop Rock da época. Janis instintivamente sentiu que aquele era o seu momento, porque nunca mais viria a ser tão vibrante, elétrica ou mais triunfante.

Vê-la pela primeira vez foi uma experiência inesquecível.

Sua voz rascante, dilacerava tanto seu próprio corpo e as notas de sua música, algo violento e indescritível que brotava furiosamente em seu interior e assaltava a plateia levando-a ao delírio e fazendo vibrar cada nervo.

Sua energia primal e elétrica era absolutamente incrível, estonteante mesmo.

De Monterey, como um meteoro, Janis disparou numa explosão para tornar-se um fenômeno mundial.

Com uma imagem exterior que, num primeiro olhar chegava a ser agressivo e selvagem, uma força incontrolavel, que parecia vir das entranhas da terra, num segundo, num sutil lance quase imperceptível, transformava-se num ego, vulnerável, sensível e essas duas forças antagônicas, ambas brilhando, gritando, lutando e interagindo o tempo todo, uma alimentava a outra.

"Piece of My Heart" e "Summertime" - "Ball and Chain" e "Me and Bobby McGee" - cada uma apresentava uma faceta diferente de uma joia rara, uma intérprete tremendamente única e assim como era única cada nota que saia de sua garganta poderosa.

Janis viveu como uma chama ao vento - sempre na maior intensidade. O que alimentava sua chama, é claro, era o seu talento brilhante, não uma coisa placida, que pudesse ser medida, dimensionada, analisada; mas uma coisa viva, incontrolávelmente visível e audível na execução.

Não, ela não era um um talento tranquilo, mas um poder robusto, sólido, vigoroso e admirável, uma explosão de criatividade.

Ela honrou esse talento e alimentou-o até cada _ última _ gota de energia física e emocional de que dispunha.

O resultado disso tudo, o efeito, é inegável - uma força tão devastadora que arrastava sua alma a uma tensão suprema, à fadiga, exaurindo sua resistência, até os limites da capacidade humana.

Mas ela era humana, um ser humano; dotado de um talento inegavel, é verdade, também é verdade que ela poderia ter vivido mais. Mas também é verdade que, talvez sua chama tivesse se apagado com menos intensidade, de forma menos incendiária.

O vento em que ela cantou foi o vento dos anos 60, uma década sem precedentes em termos de gritos e lutas por liberdade, uma década marcada por uma juventude em busca de um mundo que não se resumisse à guerra e ao consumismo.

Osventos daqueles tempos foi um vento que soprou para longe teias de aranha e preconceitos aos milhares, mas também, foi terrivelmente cruel para aqueles que ficaram expostos e não tentaram se esconder.

Janis cantou no olho do furacão.

Ela não se limitou a "cantar" uma música - ela à devastava, rasgando-a, dilacerando-a, e sua alma explodindo no próprio cantar. E súbitamente, num inexperado momento, no momento certo, ela se tornava incrivelmente suave, acariciando cada palavra, cada nota, com uma ternura e suavidade que causavam uma catarse coletiva.

A energia de uma vida inteira, Janis colocou em poucos anos. Janis "ao vivo" poderia cantar desafiando soberba o pior vendaval. Ou começar tudo de novo se a tempestade se transformasse, inesperadamente numa lágrima, num silêncio.

Os registros, gravações destes momentos extremos de suas performances são seu testamento. Ao ouvi-los agora, eles não inspiram apenas admiração ou simples aplausos simples; mas... pasmo, literalmente um choque.

Ninguém consegue ficar indiferente ou mesmo impressionado pelo fato de que um ser humano - sim, extremamente dotado e talentoso, mas ainda assim um pequeno e frágil ser humano uma mulher - pudesse dar tanto.

CLIVE DAVIS - PRESIDENTE DA COLUMBIA RECORDS, NO ENCARTE DO ALBUM PÓSTUMO "JOPLIN IN CONCERT" ATÉ HOJE UM DOS CINCO DISCOS MAIS VENDIDOS DO PLANETA E O SEGUNDO ALBUM DUPLO MAIS VENDIDO.

"Há um fogo dentro de cada um de nós

é melhor você se queimar, fazer uso dele agora

Eu tenho que sustentar essa chama viva , yeah

É melhor eu mante-la acesa enquanto eu puder...

enquanto ela ainda arde... pois não sei se amanhã

não será o dia em que eu vá morrer,,,"

JANIS JOPLIN - Durante concerto ao vivo em Calgary, Canada, uma semana antes de sua morte à 4 de outubro de 1970 num quarto de hotel em Holliwood, onde estava gravando "PEARL" seu último album, cuja faixa incompleta (sem sua voz), tornou-se seu perfeito epitáfio.

BURRIED ALIVE IN THE BLUES (Enterrada viva nos Blues)

AMIGO É...

AMIGO É...

por Gilberto Alves, segunda, 25 de julho de 2011 às 02:13

Amigo... é...

desenvolvido a partir do post de Valeria Vallim Coutinho, Facebook, segunda, 25 de julho de 2011 às 01:26

Amigo é quem te dá um pedacinho de chão, quando é de terra firme que precisas,

ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo ou 75% de ti, é mão estendida,

mente aberta, coração pulsante, costas largas...

Amigo é aquele que adimira sinceramente o que você tentou e fez, não julga nem censura suas escolhas

e não tem o egoísmo de querer impor sua razão, de não querer compartilhar o que aprendeu, e não tem medo de lhe pedir perdão, por orgulho.

Amigo é aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um momento é melhor do que o de receber.

Amigo é aquele que compreende o teu cansaço, naõ cobra sua constante presença,

e pacientemente aceita a tua reticência, um amigo acredita em você, por que o ama de verdade.

Amigo é aquele que entende o teu desejo de voar, de desistir devagar,

a tua angústia pela compreensão dos acontecimentos, a tua sede pelo "por vir"...

É simultaneamente o espelho que te reflete e a parede que te protege.

É quem ao invés de se enfurecer com o teu erro, é capar de enxergar a dor que te aflige, e assim,

querer tanto o teu bem que desvela os teus olhos para que possas compreender que a perfeição é utopia.

E por isso mesmo jamais te cobra a perfeição. porque toda perfeição, unanimidade

e razão sem emoção... é burra...

É o sol que seca tuas lágrimas, é a polpa que adoçica ainda mais o teu sorriso, é a árvore sagrada que te oferece o conhecimento e o fruto do amor, sem que isso seja uma tentação ou um pecado.

Amigo é aquele que toca na tuas feridas para te ajudar, exulta com tuas vitórias, faz piada para amenizar teus problemas... É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo tal como tu...

É quem sabe que viver é algo doloroso, doce, amargo e impresivível,

e que só tem sentido se produzir ricas histórias para conpartilhar depois.

Amigo é aquele que é capaz de viajar na narrativa de suas lembranças, sem ponderar com a razão ou o preconceito, mas ouvindo com atenção e se envolvendo de coração.

Amigo é quem sorri para ti sem motivo aparente, é quem sofre com teu sofrimento...

Amigo é aquele que é capaz de presumir por instinto de amor, aquilo que precisas e que tu nem sabias que procuravas.

Amigo é aquele que te escreve pequenos bilhetes tolos, ousados, sacanas, brincalhões, nas salas de aulas ou mensagens eletrónicas divertidas, instigantes e emocionadas... sem ter medo do julgamento alheio, e te permitindo participar da brincadeira.

É aquele que te ouve ao telefone com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse a olhar para os teus olhos, ou para o seu próprio espellho, pois muitas vezes para um verdadeiro amigo a tua imagem reflete a dele.

Amigo é aquele que percebe num simples olhar os teus anseios, os teus disfarces, a tua alegria, mas também o teu medo, as tuas incertezas, as tuas fraquezas...

É aquele que aguarda paciente por ti e se entusiasma quando vê que conseguiu produzir de novo aquele brilho no teu olhar... apenas por dizer que te ama.

Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação... de julgamentos tacanhos, sem medo de que alguém condene sua abnegada relação.

Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista... "

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=13674#ixzz1T5UjNM7o

Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Amigo é aquele que não te julga, condena, pressupõe, inventa verdades para te inpingir como tuas... não põe palavras em tua boca, não te denuncia, não te rotula... não duvida de teu amor... pois quando um amigo lhe diz "porque você não me conta a verdade? _seja por qual for o motivo este amigo, não te ama realmente, porque quem ama confia"

AMIGO NÃO IMPÕE CONDIÇÕES PARA SÊ-LO, O VERDADEIRO AMIGO SIMPLESMENTE O É.

CIGANA

por Gilberto Alves, segunda, 25 de julho de 2011 às 14:03

Texto desenvolvido em posts a partir de uma citação Do mural de Kecia Ostara


"Proibida de esquecer ...

com medo de lembrar.....

essa eh uma situaçao limite!"

Na qual todos nós cedo ou tarde nos colocamos.

E fica difícil encontrar o equilíbrio entre estes dois paradigmas!

O ideal seria: já que não se pode esquecer...

que tudo se torne apenas uma lembrança tênue,

incapaz de nos ferir novamente.

E uma vez encontrado o equilibrio desejado.

Que a bandida assome e arraze o quarteirão;

porque o mundo está precisando cada vez mais de bandidas...

com seus demonios à flôr da pele,

do que santinhas de pau-oco. liberem as loucas... já.

Libertem todas as ciganas de baton vermelho e beijo mordido...

e que seus seios túrgidos afrontem os moralistas de plantão,

à cada volta ou meneio de suas coxas fartas e seus quadrizes requebrantes,

movendo como pássaros os babados de suas sáias de bolero.

O mundo precisa de almas desafiadoras e não de virgens envelhecidas...

elas que se tranquem nas clausuras dos conventos.

Gilberto Alves - 25/07/2011 - Crônicas de uma coreografia dançada em solo.